Casamento com crianças

Denúncia de Phd Paul L. Williams que está publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).

Em Gaza, o Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos. Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.
"Nós estamos felizes em dizer a América que vocês não podem nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.Na Declaração Universal dos Direitos do Homem, art. 5º, está escrito: "ninguém será submetido a tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante"...

Degradante... se não sabe, pergunte a um medico o que acontece com a integridade mental e psicológica e as sequelas que ocorrem ao corpo de meninas novas submetidas ao ato sexual. Não justifica dizer que faz parte da cultura deles, e por isso tais praticas devem ser admitidas. A cultura deve se curvar, ser abolida quando fere a humanidade! Odeio essa onda politicamente correta de aceitar tudo sem questionamentos... Não é pra ser aceito só porque é cultural. Nem tudo que é cultural deve ser aceito.
Por exemplo: índios, que até hoje vivem em aldeias dormindo em casas de palha apenas para preservar sua cultura, mulheres que não podem estudar, dirigir, somente porque a cultura e a tradição não permitem... as mulheres que devem ter seu clitóris cortado em prol da cultura... índios devem sacrificar crianças aos deuses... e tantas coisas terríveis...




Não concordo mesmo.

{ 10 Comentários... Skip ke Kotak Komentar }

Pobre esponja disse...

Cara eu nçao acredito nisso!!!!
Não, eu não vi isso!!
E as reportagens dos grandes jornais, cadê?

cada coisa!
abç
Pobre Esponja

Roberto Donizeti Soares disse...

Também não concordo.
Abaixo toda a cultura maligna.

www.robertosoares.com

Danilo Fernandes disse...

Ola Miriã!

Outro dia vi o link do seu blog e vim conhecer. Parabéns pelo excelente trabalho virtual. Hoje me tornei seu seguidor. Aproveitando, quero convidar-lhe para conhecer o Genizah um blog de apologética cristã, notícias e humor. Contamos com um time de editores e colaboradores diversificado e inteligente.

Esperamos você por lá e, se gostar, acompanha a gente!

Um abração, do seu mais novo leitor,

Danilo Fernandes

www.genizahvirtual.com

Hermes C. Fernandes disse...

Parabéns pelo belo trabalho realizado no blog.

Já estou seguindo!

Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar segui-lo, será uma honra.

Seus comentários também serão sempre bem-vindos.

www.hermesfernandes.blogspot.com

Espero que goste, pois é um trabalho feito com muito amor, para glória de Deus e para a edificação do Seu povo.

Abraço Fraterno.

§erenissima disse...

Nossaaaaa...q nojooo...Pra q serve a ONU hein?

Natalia Fênix Gótica disse...

Culturas que ferem os direitos humanos devem ser abolidas...

Juliano Jacob disse...

Infelizmente o bom senso não basta para quebrar tradições mantidas por sociedades inexplicavelmente conservadoras...

Fábio disse...

Olá tudo legal? Gostaria de convida a conhecer meu pequeno trabalho no blog Ecos em www.ecosdotelecoteco.blogspot.com . Sucesso com o blog aí hein... T +

Kaliana disse...

Infelizmente, ninguem, nenhum povo evolui a força. Nem o nosso. Parece muito, mas faz poquissimo tempo que mulheres não votavam aqui, e negros eram escravos e até hoje muitos os tratam com racismo. E cultura de criançinhas dançando "Boquinha da Garrafa"(e cantando, no caso do grupo Molekada), tb não foi uma coisa muito diferente disso não... Resultado da cultura?Da história do povo?Sim. É certo? Para mim, não.
Vamos cuidar da "trave enorme do nosso olho", antes não é?

simplesmentesonia disse...

Parabés, gostei demias, conordando com esta visão tudo em nome da cultura. Alguns modos de vida de vários grupos etnicos nem sempre são aprovados já que violam a nobreza e dignidade humana. Gostei. Vou tentar publicvar no Blog qu escrevo: http://wwwblogdasboasnovas.blogspot.com/ ou Blog-Ternura de Deus
Sou bahái, vivemos a diversidade cultural em várias comunidades no planeta,e devemos educar os povos para abandonar traços e modos que não enaltecem o ser humano. Não pela força, mas atraves do conhecimento e amor. Como na India, manter o padrão de casta dos miseráveis como se fosse algo pré=-determinado, mas na realidade mal compreendido. Hoje os Baháis na India tem este grande desafio em educar estas cstas para sentirem-se iguais e nobres, e com direito a todos os beneficios interiores e exzteriores que melhorem suas vidas. Excelente sua matéria. Vou colocar no Google Reader na minha página e depois colocar no BLOG. Tenm aspectos das culturas que devem ser mantidos, e outros substituidos. Fiz saúde Publica, como Enfeermeira e estudavamos antropologia na párea da saúde- nesta área muitos conhecimento culturais s~´ao válidos como a medicina é fitoterapia, a amamentação etc, e modelo de vida humanizadores. No Irã os adeptos da Fé Bahái são perseguidos e por que aceitam novas leis que promovem o avanço em mutios aspectos.aceitarem leis que hoje não tem mais sentido especialmente espiritual e de avanço.Sõnia

 

Banner



About

Mãe e Filho que gostam de se manter informados e inteirados sobre diversos tipos de assuntos. Alguns bem diferentes. Entre e venha compartilhar conosco, curta, comente e de sugestões.
MDiversidades © 2012 | Template By Jasriman Sukri